luiza2

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Guarda civil é assassinado após reagir a assalto em Mauá

Um guarda civil foi assassinado a golpes de faca ao reagir a um assalto em Mauá, na Grande São Paulo. Paulo Silas Correa, de 53 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Além de trabalhar na Guarda Municipal da cidade, ele também fazia bico de segurança para uma comerciante de origem oriental, dona de uma lanchonete. Silas deixou a mulher na casa dela, no Jardim Pilar, por volta das 22h, em seu veículo. Quando se preparava para ir embora, surgiram três assaltantes, um deles armado com um revólver e outro com uma faca, exigindo o carro. O guarda civil reagiu, entrando em luta com os criminosos, quando foi baleado em um dos braços, de raspão, e recebeu facadas no abdômen. O GCM Silas, que estava prestes a se aposentar, foi levado para o pronto-socorro do Hospital Nardini, onde morreu. Os criminosos fugiram, levando o veículo da vítima, mas o abandonaram pouco depois, na região central do município. O latrocínio, roubo seguido de morte, foi registrado no plantão do 1º Distrito Policial de Mauá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ É IMPORTANTE. para as mudanças das Guardas municipais..